O papel da família no processo de aprendizagem escolar

 

 

Por: Viviane de Jesus Passos                                                                                                               Graduanda em Pedagogia pela Universidade Federal da Bahia                                                     Bolsista do Programa de Educação Tutorial – PET – UFBA

 

13563339_925411337570446_696669031_n

      Os problemas vividos nas relações familiares  vêm crescendo ao longo dos anos devido a incessante busca por estabilidade financeira e sucesso profissional. Os pais que acreditam ter a necessidade de fazer com que os filhos tenham mais conforto e condições dignas de vida. Para tanto, acabam se envolvendo cada vez menos na rotina e na educação das crianças deixando as mesmas nas mãos dos cuidadores e educadores.

   De acordo com López (2009, p. 20) “são os pais os principais responsáveis pela educação dos seus filhos e tal responsabilidade não se pode passar para outrem”.  A escola contribui bastante com os familiares no sentido de educar, mas nunca poderá substituí-los.

      A criança precisa de segurança, estabilidade, afetividade e compreensão para que possa se engajar adequadamente em processos de aprendizagem. Um ambiente desfavorável pode propiciar a agressividade, o sentimento de incapacidade e, consequentemente, o comportamento de isolamento.

    A falta de relações familiares adequadas, devido ao pouco tempo de convívio ou desajustamentos pessoais, provoca a carência das funções materna e paterna e fragiliza os laços de afetividade deixando as crianças mais propícias a dificuldades de desenvolvimento cognitivo.

      De acordo com Sampaio (2011), existem filhos que sentem o carinho dos pais e a aprendizagem acontece de forma prazerosa; mas existem, também, filhos que percebem que a única maneira de contar com carinho e atenção é quando não aprendem. Há pais que não conseguem dar carinho a seus filhos, seja por terem tido pais autoritários, por chegarem em casa cansados do trabalho ou por vários outros motivos, e isso se reflete no rendimento escolar de seus filhos.

Referências

LÓPEZ, I Sarramona. Educação na família e na escola: o que é, como se faz. 2ª ed. São Paulo: Loyola, 2009

SAMPAIO, Simaia. Dificuldades de Aprendizagem. 3ª ed. Rio de Janeiro: Wak, 2011.

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em POSTS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s