A importância dos jogos didáticos para o ensino de matemática no ensino fundamental I

Renata Moura do Vale                                                                                                                       Programa de Educação Tutorial (PET)                                                                                         Licenciatura em Pedagogia-UFBA

Apresentação1      A matemática sempre nos foi ensinada como algo paralelo ao mundo real. Por ser uma ciência exata, ela nos remete ao erro de pensarmos em uma única maneira de chegarmos a uma resposta, uma única forma de ensinar. As dificuldades encontradas tanto pelos alunos quanto pelos professores no processo de ensino e aprendizagem são bastante conhecidas. Diante desta realidade, os mestres devem procurar alternativas para facilitar o processo e aumentar a motivação na aprendizagem de forma que ajude o aluno a perceber que a matemática tem relação com o seu cotidiano.

      Os jogos didáticos, com seu caráter lúdico, são verdadeiros aliados para diminuir o peso psicológico e os bloqueios apresentados por muitos alunos que temem a matemática. Vygotsky (apud DUHALDE et. al., 1998, p. 154), destaca que tanto o jogo quanto a instrução escolar criam no aluno uma zona de desenvolvimento proximal que permitem elaborar habilidades e conhecimentos.

Apresentação2

      Os jogos didáticos, se planejados adequadamente, são ricos recursos, para construção e ampliação do conhecimento matemático. São rudimentos estimuladores do desenvolvimento, do raciocínio lógico, bem como da organização, da atenção e desconcentração. Eles tornam as aulas mais atraentes, prazerosas, tornando conceitos mais claros e atrativos, motivando as crianças ao trabalho em grupo com imaginação e prazer:

Nada deve ser dado á criança, no campo da matemática sem primeiro apesentar-se a ela uma situação concreta que a leve a agir, a pensar, a experimentar, a descobrir, e daí, mergulhar na abstração. (FIORENTINI e MIRIOM, 2004, p. 01).

Apresentação3

      Por meio destes recursos, o aluno desenvolve a habilidade na resolução de problemas e na explicação de fatos por meio de conceitos matemáticos:

Outro motivo para a introdução de jogos nas aulas de matemática é a possibilidade de  diminuir bloqueios apresentados por muitos de nossos alunos que temem a Matemática e sentem-se incapacitados para aprendê-la. Dentro da situação de jogo, onde é impossível uma atitude passiva e a motivação é grande, notamos que, ao mesmo tempo em que estes alunos falam Matemática, apresentam também um melhor desempenho e atitudes mais positivas frente a seus processos de aprendizagem. (BORIN, 1996, p. 09).

      O trabalho por meio dos jogos possibilita um maior envolvimento com os conceitos matemáticos, além de estimular o desbloqueio dos educandos, melhorando assim a motivação pessoal e autoestima. Os jogos fazem com que os alunos se apropriem do conhecimento através do pensamento criativo, do raciocínio, do trabalho desenvolvido em equipe. Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais- PCN (1997) de matemática:

Finalmente, um aspecto relevante nos jogos é o desafio genuíno que eles provocam no aluno, que gera interesse e prazer. Por isso, é importante que os jogos façam parte da cultura escolar, cabendo ao professor analisar e avaliar a potencialidade educativa dos diferentes jogos e o aspecto curricular que se deseja desenvolver. (BRASIL, 1997, p. 48 – 49).

      Os jogos didáticos com seu caráter lúdico, são verdadeiros aliados no processo de ensino aprendizagem.

GetAttachment

Referências:

BORIN, J. Jogos e resolução de problemas: uma estratégia para as aulas de matemática. São Paulo: IME-USP, 1996.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais de matemática para o ensino fundamental I. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

DUHALDE, M. E, et al. Encontros iniciais com a matemática: contribuições à educação infantil. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

FIORENTINI, Dario. MIRIOM, Maria Ângela. Uma reflexão sobre o uso de materiais concretos e jogos no Ensino da Matemática. São Paulo: UNICAMP, 2004.

 

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em POSTS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s