A importância do brincar na Educação Infantil

Por: Renata Moura do Vale                                                                                                         Programa de Educação Tutorial                                                                                                         Licenciatura em Pedagogia – UFBA

 

unnameddd

      O ato de brincar é uma importante forma de expressão da infância e comunicação da criança. Ela pode reproduzir seu cotidiano em um mundo de fantasia e imaginaçãodesenvolvendo uma linguagem própria, traduzida em signos e símbolos carregados de significação subjetiva e social. Sentir, perceber, fantasiar, imaginar e representar: esses momentos modificam e enriquecem as experiências e vivências infantis. Brincando, a criança experimenta, descobre, inventa, aprende e confere habilidades, além de estimular a curiosidade, a autoconfiança e a autonomia.

Brincar dá à oportunidade para imitar o conhecido e para construir o novo, conforme ela reconstrói o cenário necessário para que sua fantasia se aproxime ou se distancie da realidade vivida, assumindo personagens e transformando objetos pelo uso que deles faz. (SILVA, 2009, p. 7).

      received_872746162822867Nota-se que a brincadeira em espaços educativos ainda parece ser condenada socialmente. Ela éentendidacomo um simples passa tempo ou como se a criança estivesse perdendo tempo, deixando de se ocupar com aspectos mais importantes para a sua vida como a alfabetização, por exemplo. É vista como uma atividade menor e não como um processo de ensino-aprendizagem no qual a criança desenvolve novas habilidades e adquire novos conhecimentos. Além de ser um direito da criança, conforme o Principio 07 da Declaração Universal Direitos da Criança adotada pela ONU em 1959, a brincadeira é um ato inerente á criança.

O ato de brincar faz parte da vida do ser humano desde o ventre de sua mãe. Seu primeiro brinquedo é o cordão umbilical, onde, a partir da 17ª semana, através de toques, puxões e apertos, o bebê, em desenvolvimento, começa a criar relação com algo.(SILVA, 2009, p.4).

unnamed (1)      Vygotsky (1998) acentua a importância ao ato de brincar na constituição do pensamento infantil, pois é brincando, jogando, que a criança revela seu estado cognitivo, visual, auditivo, tátil, motor, seu modo de aprender e entrar em uma relação cognitiva com o mundo de eventos, pessoas, coisas e símbolos.

Por meio dessa ação, ele tanto desenvolve suas potencialidades, como também trabalha com suas limitações, com as 237 habilidades sociais, afetivas, cognitivas e físicas. O brincar é ainda uma forma de expressão e comunicação consigo, com o outro e com o meio. A brincadeira é considerada uma atividade universal que assume características peculiares no contexto social, histórico e cultural.(GUSSO, 2005, p. 243).

      A brincadeira é um eixo fundamental para o desenvolvimento integral da criança e para se educar com qualidade.

received_872744396156377

REFERÊNCIAS:

BRASIL. Conselho Nacional da Educação, Câmara de Educação Básica. Parecer 20/2009. Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil. Brasília: CNE/CEB, 2009.

ONU. Declaração Universal dos Direitos da Criança. Universidade de São Paulo-USP. Disponível em: <http://www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Crian%C3%A7a/declaracao-dos-direitos-da-crianca.html>. Acesso em: 18 agos 15.

GUSSO, Sandra de Fatima Kruger e SCHUARTZ, Maria Antonia. A CRIANÇA E O LÚDICO: A IMPORTÂNCIA DO “BRINCAR”. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2005. <http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2005/anaisEvento/documentos/com/TCCI057.p df>. Acesso em: 18 de agos 15.

SILVA, A.F.F; SANTOS, E.C.M.  AImportância do Brincar na Educação Infantil. Rio de Janeiro, 2009. Tese (Curso de Especialização “Desafios do Trabalho Cotidiano: A Educação das Crianças de 0 a 10 Anos) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; UFRRJ, 2009. Disponível em: <http://www.ufrrj.br/graduacao/prodocencia/publicacoes/desafios- cotidianos/arquivos/integra/integra_SILVA%20e%20SANTOS.pdf>. Acesso em: 18 de agos 15.

VYGOTSKY, L. S. A Formação Social da Mente. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes Editora LTDA, 1998.

GUSSO, Sandra de Fatima Kruger e SCHUARTZ, Maria Antonia. A CRIANÇA E O LÚDICO: A IMPORTÂNCIA DO “BRINCAR”. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2005. Disponível em: <http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2005/anaisEvento/documentos/com/TCCI057.p df>. Acesso em: 18 agos 15.

 IMAGENS. Retiradas da internet.

 

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em POSTS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s