Bebê a bordo: O papel da Creche

Bebê a bordo: O papel da Creche

Qual o papel da creche na sociedade? Muitos pensam que o espaço da creche é destinado apenas a cuidados físicos. Não prometo aqui esgotar o assunto, entretanto, partilho com os leitores o que julgo ser algumas das funções da creche, enquanto instituição pedagógica.

A creche é a primeira etapa da Educação Infantil, compreendendo a faixa etária de 0 a 3 anos. É uma etapa muito delicada, na qual ocorre o primeiro contato da criança com o mundo, fora do enlace familiar. A proximidade com outros bebês e adultos propicia o desenvolvimento das relações sociais, emocionais, cognitivas e afetivas:

“Quando tomadas como seres capazes, as crianças se tornam protagonistas no projeto educacional. Essa é uma mudança paradigmática na compreensão da educação dos bebês, pois se afirma o compromisso com a oferta de serviço educacional que promova, para todas as crianças, a possibilidade de viver uma experiência de infância comprometida com a aprendizagem gerada pela ludicidade, brincadeira, imaginação e fantasia. Nesse espaço, os bebês aprendem observando, tocando, experimentando, narrando, perguntando, e construindo ações e sentidos sobre natureza e a sociedade, recriando desse modo a cultura.” (Barbosa, 2010, p.3).

Toda creche precisa de um projeto político pedagógico (PPP) que atenda as necessidades coletivas respeitando as individualidades. Construído em conjunto com as famílias, professores, gestores e outros colaboradores, o PPP deve privilegiar planos de atividades que colaborem com o desenvolvimento global de cada criança (físico, social, emocional, linguístico e cognitivo).

As creches devem zelar pela qualidade dos serviços que oferecem às crianças que as frequentam. As atividades planejadas devem ser preparadas instituindo uma rotina, tanto para auxiliar na percepção do tempo, por parte da criança, quanto para manter uma organização pedagógica, por parte do professor.

O ideal é que o professor trabalhe com um repertório variado de atividades que estimulem a curiosidade das crianças e as incentivem a experimentar o mundo. Através de exercícios psicomotores, a creche deve promover o desenvolvimento motor fino e grosso. Utilizando a conversação através de diálogos, estimulando, assim, também, a linguagem oral. Enfim, a creche deve contribuir para a construção do pensamento crítico, trabalhando com leitura, releitura, música, arte etc.

”A profissão de professora na creche não é, como muitos acreditam, apenas a continuidade dos “fazeres maternos”, mas uma construção de profissionalização que exige bem mais que competência teórica, metodológica e racional” (Oliveira, 2010, p.6).

Ao nascer, a criança encontra um mundo cheio de significados simbólicos e afetivos. O professor deve atuar de forma significativa, respeitando a singularidade de cada família e elaborando atividades que contribuam para construção do mundo pela criança.

É muito comum “atos cooperativos, imitações, diálogos, disputas de objetos e mesmo brigas, entre tantos outros, [que] são grandes momentos de desenvolvimento.” (Oliveira, 2002, p.141). Devemos aproveitar as relações situacionais de forma positiva, mediando-as através de estratégias de negociação, entendimento e compartilhamento.

Ter fundamentação teórica, metodologia de trabalho, currículo, didática são essenciais para ensinar. A Educação Infantil é uma etapa que exige do professor competência pedagógica. Exige um docente que compreenda as necessidades físicas e emocionais, que tenha sensibilidade para entender, respeitar, compreender e perceber as necessidades das crianças.

Referências bibliográficas

BARBOSA, Maria Carmem. Especificidades da ação com os bebês. Anais do I Seminário Nacional: Currículo em Movimento – Perspectivas Atuais. Belo Horizonte, novembro de 2010. Disponível em: , acesso em 08 out. 2011.

GOLDSCHMIED, Elionor; JACKSON, Sônia. Educação de 0 a 3 anos: O atendimento em creche. Porto Alegre: Artmed, 2006.

OLIVEIRA, Maria das Dores. A prática pedagógica na creche: 0 a 3 anos. Disponível em:<<http://www.slideboom.com/presentations/95406>>. Acesso em 05 out. 2011.

OLIVEIRA, Zilma. A Construção Social da Criança. In.: OLIVEIRA, Zilma. Educação Infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002, cap. 7, p. 125 – 135.

Anúncios
Esse post foi publicado em Posts 2009 - 2013. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s