Esquisito, mas humano: Perversões Sexuais

Esquisito, mas humano: Perversões Sexuais

Nada do que é humano me estranho, mas é normal acharmos alguns dos nossos comportamentos esquisitos. Assim, pois, nos enviarem uma pergunta sobre o que pensávamos a respeito das perversões. Suponho que tenha vazado que eu, tutor do PETPED, tenha graduação em Psicologia; e daí, então…

Bem, eu acho, primeiramente, tal como Terêncio, que em sendo humano, não pode ser estranho. Mas vamos aos tipos de perversões sexuais ou parafilias:


http://abcdasaude.com.br/artigo.php?325

A questão única que nos cabe é: caso você tenha algum destes hábitos e isto lhe faz sofrer, então é hora de procurar ajuda. E se não fizer sofrer? Bem, se não lhe faz sofrer e não é fonte de sofrimento para os outros, então, você não precisa de aconselhamento psicológico. É que em Psicologia, nós não trabalhamos com a noção de pecado, mas com sentimentos de culpa e com seus derivados.

Anúncios
Esse post foi publicado em Posts 2009 - 2013. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s